Ir para o conteúdo

Prefeitura de Sarutaiá - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura de Sarutaiá - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Legislação
ARRASTE PARA VER MAIS
LEGISLAÇÃO
Atos relacionados
INTERAÇÃO
Anotação
Marcação
BUSCA
Expressão
Artigo
EXPORTAÇÃO
Código QR
Baixar
Compartilhar
COLABORE
Reportar Erro
QRCode
Acesse na íntegra
LEI ORDINÁRIA Nº 940, 13 DE MARÇO DE 2009
Assunto(s): Meio Ambiente
Em vigor

Cria o Departamento Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e dá providências correlatas

ISNAR FRESCHI SOARES, Prefeito Municipal de Sarutaiá, Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal aprova e ele sanciona e promulga a seguinte lei.

Art 1º Fica criado junto a Prefeitura Municipal de Sarutaiá, o Departamento Municipal de Agricultura e Meio Ambiente.
Parágrafo Único - O referido Departamento criado no artigo anterior engloba as funções do Departamento Municipal de Agricultura e Abastecimento.

Art 2º Compete ao Departamento Municipal de Agricultura e Meio Ambiente:
I- planejar, coordenar e controlar todas as atividades voltadas ao agronégocios sustentável e meio ambiente, orientando os trabalhos específicos do órgão;
II- promover treinamentos, dias de campo, missões técnicas, cursos e palestras, viabilizando ao proprietário rural agregar valores, possibilitando um melhor desenvolvimento da produção e comercialização dos produtos agrícolas;
III- coordenar a política agropecuária no município, elaborando programas tendentes á outorga de maior produtividade nos setores pertinentes, propiciando com isso o desenvolvimento do próprio município;
IV- coordenar a política do meio ambiente no município, elaborando programas que contemplem a educação ambiental de modo a manter a sustentabilidade dos ecossistemas;
V- elaborar, desenvolver e supervisionar projetos referentes a processos produtivos, agropastoris e agroindustriais, no sentido de possibilitar maior rendimento e qualidade de produção, garantir a reprodução dos recursos naturais e a melhoria da qualidade de vida das populações rurais;
VI- planejar, elaborar, acompanhar e avaliar, os projetos educativos e de produção , observando aspectos técnicos e econômicos, adaptação à região e implementação de tecnologias alternativas que garantam menor impacto ambiental;
VII_buscar alternativas de ensino-aprendizagem que visem à melhoria da pequena propriedade, viabilizando-a técnica e economicamente;
VIII- formular e desenvolver a política ambiental e de abastecimento do município, visando contribuir para a melhoria da qualidade de vida de seus habitantes, mediante a conservação, preservação e recuperação dos recursos naturais, considerando o meio ambiente como patrimônio público e a agricultura e pecuária como atividades econômicas necessárias ao desenvolvimento municipal;
IX- avaliar e autorizar projetos, empreendimentos e atividades que causam impacto ambiental local nos termos da legislação pertinentes;
X- executar outras tarefas correlatas voltadas ao desenvolvimento da agricultura e melhoria do meio ambiente.

Art 3ºIntegram a Estrutura Administrativa:
I- Gabinete do Diretor;
II- Divisão de Agricultura e Abastecimento;
III- Divisão do Meio Ambiente;
IV- Casa da Agricultura.

Art 4ºCompete a Divisão de Agricultura e Abastecimento:
I- executar as atividades e serviços previstos nos Projetos Técnicos do plano Municipal de Desenvolvimento Agropecuário;
II- prestar assistência técnica e extensão rural aos produtores rurais do município;
III- implantar, promover e fiscalizar as feiras livres, comboios, mercados, postos volantes de venda de produtos agrícolas, campanhas de popularização das safras;
IV- produzir mudas diversas para utilização nas zonas urbanas e rural;
V- produzir alimentos para enriquecimento da merenda escolar e entidades de apoio à comunidade.

Art 5ºCompete a Divisão do Meio Ambiente:
I- elaboração de estudos e projetos para a definição da Política Municipal de Proteção Ambiental
II- fixação de formas de controle e de prevenção da poluição do meio ambiente
III- levantamento das condições sanitárias do solo, das águas e do ar do território municipal
IV- execução de obras e programas de preservação dos recursos naturais
V- promover o desenvolvimento e implementar programas de arborização urbana
VI- articulação de outras ações em conjunto com os órgãos de defesa ambiental, pertinentes á proteção do meio ambiente e que necessitem de coordenação central
VII- emitir pareceres técnicos sobre os pedidos de licenciamento ambiental para os empreendimentos a serem implantados ou instalados no município
VIII- desenvolvimento de atividades voltadas a educação ambiental, com incentivo ao uso racional da água e construção civil sustentável
IX- elaboração de programas e execução de ações voltadas para a coleta seletiva de lixo
X- dar destinação adequada aos resíduos sólidos urbanos;
XI- dar destinação e descarte adequado aos resíduos sólidos inertes e potencialmente poluentes de responsabilidade do município;
XII- executar outras atividades correlatas.

Art 6º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogando a Lei n.546, de 08/02/1.997.

Sarutaiá, 13 de marco de 2.009.

__________________________________________
ISNAR FRESCHI SOARES
Prefeito Municipal

Publicada e registrada no Departamento da Secretaria Municipal em igual data.

__________________________________________
Mara Soares Goulart Alher
Secretária

* Nota: O conteúdo disponibilizado é meramente informativo não substituindo o original publicado em Diário Oficial.
Atos relacionados por assunto
c
Ato Ementa Data
LEI ORDINÁRIA Nº 1126, 21 DE JUNHO DE 2013  “Altera o parágrafo 1º do artigo 1º da Lei nº 1034 de 13 de agosto de 2010, que alterou o artigo 1º da Lei nº 967/2009 que criou o CONDEMA- Conselho Municipal de Defesa do meio Ambiente, nos seguintes termos.” 21/06/2013
LEI ORDINÁRIA Nº 964, 01 DE JUNHO DE 2009 “Dispõe sobre o Selo "Empresa Amiga do Meio Ambiente e dá outras providências.” 01/06/2009
LEI ORDINÁRIA Nº 956, 20 DE MAIO DE 2009 Fica o Poder Executivo autorizado a criar junto ao Departamento de Agricultura o Meio Ambiente a figura do Vigilante Ecológico 20/05/2009
LEI ORDINÁRIA Nº 938, 23 DE FEVEREIRO DE 2009  "Dispõe dobre o Calendário de Educação Ambiental do Município de Sarutaiá.” 23/02/2009
LEI ORDINÁRIA Nº 933, 23 DE FEVEREIRO DE 2009 “DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO SISTEMA MUNICIPAL DE PRESERVAÇÃO DAS NASCENTES E MANANCIAIS, SEU CADASTRAMENTO E MONITORAMENTO NO MUNICÍPIO DE SARUTAIÁ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”. 23/02/2009
Minha Anotação
×
LEI ORDINÁRIA Nº 940, 13 DE MARÇO DE 2009
Código QR
LEI ORDINÁRIA Nº 940, 13 DE MARÇO DE 2009
Reportar erro
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Seta
Versão do Sistema: 3.2.6 - 05/09/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia